Quinta-feira, 29 de Maio de 2008
Quando não estou...

Sensuais: 1

Quando não estou contigo,

Tudo acontece;

O telefone toca,

O correio chega,

Vou atendo, não és tu.

Vou ao correio, nada de ti lá existe

A tua falta é imensa

Há uma enorme tristeza

Uma solidão

Dentro de um coração

Que não sabe o que fazer.

Não sabe onde se esconder,

Só para não sofrer.

Não penso em mais nada

Sinto o coração a arder.

Ouve-se o vento passar

Ouve-se um canto alegre

De uma ave a voar

Sinto a chuva a cair

Começo a sonhar.

Por fim,

Já cansado de esperar

Ouve-se o telefone, de novo a tocar

Afinal já chegou a hora

De contigo falar!



publicado por Fugitivo às 11:31
link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De complicadinha a 29 de Maio de 2008 às 13:57
... porque é quando menos esperamos que acontece o melhor! : )
Bjs


De Fugitivo a 29 de Maio de 2008 às 14:48
A ausência é sempre dolorosa, mas a espera ás vezes recompensa e quando menos esperamos acontece. Beijinhos ...


De Subjectividades a 29 de Maio de 2008 às 16:55
Que bom meu amigo que o telefone tocou!!!
Eu ainda continuo à espera!
Fiquei feliz por ti.

Um abraço


De Fugitivo a 29 de Maio de 2008 às 17:09
Não, o meu telefone toca poucas vezes. Mas ás vezes é melhor assim.Gosto de te ver por cá.


De InêsCabral a 30 de Maio de 2008 às 02:25
Quem espera sempre alcança querido fugitivo!
Tenho motivos muito fortes para não duvidar disso,eu acreditei...a paciência é uma virtude.
Fico feliz por ti!
Beijinhos


De Fugitivo a 30 de Maio de 2008 às 11:13
Olá Inês, a espera é sempre dolorosa quando não estamos ao pé de quem amamos, os minutos parecem horas e as horas parecem dias.


Comentar post

Estou vivo
posts recentes

...

Preciso amar e ser amado

A Sombra

Olhos nos olhos

Ilusão

arquivos

Setembro 2013

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds