Quinta-feira, 5 de Junho de 2008
Triste vida!

 

 

 

 

 

                                                                                                  

A vida é tão triste

Quando em nós não existe

O mais sublime dos sentimentos

Partis-te e não voltas-te

 

Feris-te meus sentimentos

Meu coração gelou

Foram bons momentos

Mas para nós acabou

 

Outrora suplicavas-me

Por uma noite de prazer

Agora vens-me dizer

Que por ti tenho de sofrer

 

Fechei portas ao coração

Para nunca mais sofrer

Acabou-se a paixão

Serei assim até morrer

 

Fechei portas ao amor

Não foi por covardia

Foi para aliviar esta dor

Que me consome noite e dia

 

 

 

 

 

 

 

 

  Ps- Este poema não revela um estado de espírito é sim uma forma de eu expressar a dor da traição.

 

 



publicado por Fugitivo às 10:12
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Estou vivo
posts recentes

...

Preciso amar e ser amado

A Sombra

Olhos nos olhos

Ilusão

arquivos

Setembro 2013

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds