Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008
A Sombra

 

 

 

 

 

Minha sombra vaga
Ignorando olhares,
Sentindo-te e procurando-te,
Em todos os lugares.

 

Sem medo da escuridão,
Com a certeza de que tu existes,
Movido pela paixão,
No silêncio, me invadistes.

 

Pode ser somente capricho,
Que um dia se extinguirá,
Mas enquanto durar,
Hei de te amar.

 

 

 

"Como podemos nós pretender que os outros guardem os nossos segredos se nós próprios os não conseguirmos guardar?"



publicado por Fugitivo às 19:40
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De Subjectividades a 18 de Novembro de 2008 às 10:26
Mas enquanto durar hei-de te amar!
Quanta verdade esta frase encerra e quem pode pedir mais!!

Como vais me amigo! Tudo bem??

Abraço


De Fugitivo a 21 de Novembro de 2008 às 12:16


Olá a vida tem realmente coisas impressionantes e o amor é uma delas.

Vou indo um, dia de cada vez, sou feliz, não posso pedir mais.

Obrigado pelo teu carinho.

Jinhos,


De Subjectividades a 23 de Dezembro de 2008 às 16:20
Olá
Passei só para desejar um BOM E FELIZ NATAL


Comentar post

Estou vivo
posts recentes

...

Preciso amar e ser amado

A Sombra

Olhos nos olhos

Ilusão

arquivos

Setembro 2013

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds